Arquivo do Autor: Circuito Cultural Ribeira

5 coisas legais para você fazer no Polo Corpo durante a Virada Cultural Natal 2014

O Espaço A3 é a novidade dentre os polos incluídos nesta edição da Virada Cultural Natal. Situado na Rua Frei Miguelinho, o local vai abrigar o Polo Corpo.

Veja a seguir 5 coisas legais para curtir o novo Polo da Virada Natal:

CARD-POLO_CORPO

 

1 – Vivência de Yoga

Que tal começar o domingo de um jeito mais relax? Às 8h, a programação da Virada Cultural Natal começa com uma Vivência de Yoga no Espaço A3. Basta levar um tapete.

2 – Oficina de Dança Contemporânea

O Espaço A3 vai oferecer uma oficina gratuita de dança contemporânea com Anadria Rassyne. Para participar, é só chegar às 9h30 e ser feliz.

3 – Almoço saudável

Quer comer bem e ficar de boa para curtir toda a programação do domingão de Virada? No Espaço A3 vai rolar uma almoço bem legal das 11h às 14h. Os chefs PH e Kiko prometem “uma experiência de sabores”. O cardápio será leve e saudável, com peixe fresco, saladas, sanduíches naturais e sucos.

4 – Espetáculo de Dança “Sobre Chás, Sofás e Madrugadas”

A essência do fado será retratada na Virada Natal com a apresentação de dança “Sobre Chás, Sofás e Madrugadas”, que tem direção de Anízia Marques, além de coreografia e figurino de Cosme Gregory. O espetáculo acontece no domingo, às 18h.

5 – Espetáculo de Dança “Sobre o que Restou”

A Procura-se Companhia se apresenta no Espaço A3 às 20h do domingo, com o espetáculo “Sobre o que Restou”. A obra apresenta uma leitura de como as relações humanas se estabelecem e se reconfiguram ao longo de um tempo que parece rastejar. É o corpo enquanto espelho, refletindo pensamentos e sensações durante a ruptura e a espera por algo (ou alguém) ideal. Vale a pena conferir.

Tropa Trupe apresenta “Combo” durante a Viradinha Cultural, na Casa da Ribeira

Combo tem concepção e elenco de de Wendel Gabriel, Rodrigo Bruggemann e Gabriel Rodrigues

Combo tem concepção e elenco de Wendel Gabriel, Rodrigo Bruggemann e Gabriel Rodrigues

Um trio de palhaços um tanto avoados, Fino, Sula e Piruá, apresentam seus melhores números no espetáculo “Combo”, que acontece durante a Viradinha Cultural – voltada para o público infantil – no domingo, às 17h30, na Casa da Ribeira.

O espetáculo “Combo” traz médicos lunáticos, malabares, muita magia e um pouco de equilíbrio. Ou seja, é garantia de muitas gargalhadas.

“Combo” tem concepção e elenco de Wendel Gabriel, Rodrigo Bruggemann e Gabriel Rodrigues.

The Bop Hounds mostra seu rockabilly no domingo da Virada Natal no Polo Ateliê

Com passagens já garantidas para tocar em Las Vegas no próximo ano, a banda natalense The Bop Hounds mostra seu rockabilly cinquentão no domingo de Virada, às 18h, no Polo Ateliê.

The Bop Hounds lançou EP com sete faixas em agosto deste ano

The Bop Hounds lançou EP com sete faixas em agosto deste ano

O quinteto vai representar o Brasil em abril de 2015 no Festival Viva Las Vegas, maior evento de rockabilly do mundo. Com influências de Elvis Presley, Jerry Lee Lewis, Johnny Cash, Chuck Berry, Carl Perkins e Charlie Feathers, a The Bop Hounds tem repertório autoral, mas não dispensa clássicos do estilo.

A banda lançou seu primeiro registro em agosto deste ano, um EP com sete faixas. Recentemente, o quinteto também tocou em dois dos principais festivais da cidade, os Festivais Mada e DoSol.

The Bop Hounds é formada por Dastaev Gomes (vocal), Thiago Silva e Thiago Albuquerque (guitarras), Augusto Moreira (baixo acústico) e Andola Costa (bateria).

Escute o disco da banda The Bop Hounds:

https://www.youtube.com/watch?v=7f70dGiKbqk

Confira a programação completa da Virada Cultural Natal 2014

A programação completa da Virada Cultural Natal 2014 já está pronta! Quer saber de tudo o que vai rolar nessas 24 horas de arte, amor e alegria? Confira a seguir:

cabecalho_face

SÁBADO, 20 DE DEZEMBRO

PALCO CAIXA – Av. Tavares de Lira
18h – Talma&Gadelha (RN)
19h30 – Móveis Coloniais de Acaju (DF)
21h30 – A Fase Rosa (MG)
23h30 – Mundo Livre S/A (PE) – Especial Samba Esquema Noise
1h30 – DuSouto (RN)
3h – Rastafeeling (RN)

PALCO RIBEIRA – Armazém Hall (Rua Chile)
18h – Florbela Espanca (RN)
19h30 – Rap Potiguar Crew – Agregados Família do Rap, Carcará na Viagem, Caboclas Mc, Chico Bomba & Zé Baga e Time de Patrão
21h30 – Cabruera (PB)
23h – Rosa de Pedra – Participação Artur Pessoa (RN)
0h30 – Moby Dick (RN)
2h – Uskaravelho (RN)
4h – Orquestra Boca Seca (RN)

POLO ROCK – Centro Cultural DoSol (Rua Chile)
18h – Forasteiro Só (RN)
19h – Super Amarelo (AL)
20h – Skrotes (SC)
21h – Moloko Drive (RN)
22h – Molho Negro (PA)
23h – Camarones Orquestra Guitarrística (RN)
0h – AK-47 (RN)
1h – Red Boots (RN)
2h – Fukai (RN)
3h – Psicomancia (RN)

POLO TEATRO E CONVIVÊNCIA – Casa da Ribeira (Rua Frei Miguelinho)
18h – Abertura da Exposição Fotográfica “Amantes” – Duas Estúdio
18h – “Mostra de Performance” – Coletivo ES3 (RN) + AmorExperimental (SP)
19h30 – Filme: Hamlet (direção: Cristiano Burlan)
20h30 – Video Performance: Não Pise na Dama (RN)
21h30 – “Rica e Bem Novinha – Como Enriquecer* Bebendo Cerveja” (Danina Fromer)
23h30 – Festival de Cenas Curtas (Teatro Adulto/celebração)

POLO ATELIÊ – Ateliê Bar e Petiscaria (Av. Duque de Caixas)
18h – 6º Encontro do Clube dos Livros Rolés com o livro “O Pequeno Principe”
20h – Humor na Ribeira Standup Comedy
22h – Opus 3 (Gilberto Cabral, Nino e Barbosa) convidam Laecio Costa
1h30 – Banco Central

POLO CORPO – Espaço A3 (Rua Frei Miguelinho)
19h – Grupo “Saculejo de Arrasto” (forró pé-de-serra, em frente ao A3)
21h30 – Show “Elegia”, com Alexandre Américo

POLO ELETRONIC MUSIC – Galpão 29 (Rua Chile)
21h as 4h – Música Eletrônica

+ ATIVIDADES DE RUA
18h às 2h – ZooN Galeria Móvel – Abertura com lançamento de livro – Rua Frei Miguelinho
18h a 0h – Virada Gastronômica – Praça de Food Trucks – Rua Frei Miguelinho

***

DOMINGO, 21 DE DEZEMBRO

PALCO CAIXA – Av. Tavares de Lira
17h30 – Sueldo Soaress (RN)
19h – Khrystal (RN)

PALCO RIBEIRA – Armazém Hall (Rua Chile)
16h30 – Skarimbó (RN)
18h – Vivendo do Ócio (BA)

POLO ROCK – Centro Cultural DoSol (Rua Chile)
18h – Damage Division (RN)
19h – Zefirina Bomba (PB)

POLO TEATRO E CONVIVÊNCIA – Casa da Ribeira (Rua Frei Miguelinho)
9h às 21h – Exposição Fotográfica “Amantes” – Duas Estúdio
20h – “A Dona da História” – Duas Companhias (PE) – Teatro Adulto

VIRADINHA – Casa da Ribeira (Rua Frei Miguelinho)
9h – Oficina de Artes Visuais com Jean Sartief – Artes Visuais para pais e filhos
11h – Peça: “Mamãe Retro” – Teatro para todas as idades
13h30 – Viradinha no Cinema – Curadoria Casa da Praia – Cinema para todas as idades
15h30 – Projeto Acústico Musical Infantil – Carmen Pradella
17h30 – “Combo Tropa Trupe” – Circo para todas as idades

POLO CORPO – Espaço A3 (Rua Frei Miguelinho)
8h – Vivência de Yoga (cada participante deve trazer seu tapete)
9h30 – Oficina de dança contemporânea – Anadria Rassyne
11h às 14h – Almoço no Espaço A3: Cardápio leve e saudável com os chefs PH e Kiko
18h – “Sobre Chás, Sofás e Madrugadas” – Anízia Marques Dança
20h – “Sobre o que Restou” – Procura-se Companhia

POLO DANÇA – Gira Dança (Rua Frei Miguelinho)
17h – Abertura Brechó Gira Dança
18h – “Gonzagando” – Companhia de Dança do Teatro Alberto Maranhão
18h40 – Batalha de B’boys
19h30 – “Sobre o pó” (Carol Piñeiro) e “Clono” (Alexandre Américo)
20h30 – Batalha “Eu sou a Diva que você quer copiar”
21h – Discotecagem

POLO NALVA – Nalva Melo Café Salão (Av. Duque de Caxias)
12h – Abertura do café
13h – Exposição fotográfica “Véu em Solo – Sertão Central” (Coletivo Solares)
14h – Brechó Da Li
15h30 – Roda de Moda com designer Jardel Liter (Moda e Valorização no Estado)
16h30 – Show de Lysia Condé – “A Doce Presença de Ivan Lins”
18h30 – Mostra Cinema Potiguar
Curtas: “Três Vezes Maria” e “Janaína Colorida Feito o Céu” – Caboré Filmes
Documentário: “O (impreciso) Mar que nos Move”- Grupo De Maré Filmes

POLO ATELIÊ – Ateliê Bar e Petiscaria (Av. Duque de Caixas)
12h30 – Quarteto Potiguar do Samba (samba raiz com feijoada)
16h – Música Autoral do RN – Conversa com músicos intercalada por apresentações – Participantes: Felipe Tavarez, Juão Nin, Natalia Noronha, Luiz Gadelha, Gustavo Arruda, Sapulha Campos
18h – Bop Hounds
19h – Kung Fu Johnny
20h – Emblemas

+ ATIVIDADES DE RUA
9h às 20h – ZooN Galeria Móvel – Rua Frei Miguelinho
15h – “Memórias do hoje pra levar” Travessa Venezuela
16h às 21h – Virada Gastronômica – Praça de Food Trucks – Rua Frei Miguelinho
17h – Bate-Papo com fotógrafos Henrique José e Pablo Pinheiro (Zoon Galeria Móvel) – Rua Frei Miguelinho

Fukai toca na Virada e apresenta músicas do seu novo disco, previsto para março

Músicas do novo disco da Fukai serão apresentadas durante a Virada

Músicas do novo disco da Fukai serão apresentadas durante a Virada (Foto: Diego Marcel)

A banda Fukai é mais uma potiguar a integrar a programação da Virada Cultural Natal 2014. Eles se apresentam com as músicas que estarão no seu próximo disco, que será lançado em breve dentro do Projeto Incubadora, do DoSol.

As gravações do novo disco da banda foram concluídas na última sexta-feira (05/12). Agora, as músicas passarão pelo trabalho de mixagem e masterização. O lançamento do álbum – que terá dez faixas – está previsto para março de 2015.

No novo trabalho, elementos de música brasileira permeiam ainda mais as influências da Fukai. As letras em português passam a ser maioria agora, mas sem abandonar a mistura do idioma com outros como inglês e espanhol, o que já se tornou uma marca da banda.

Confira a seguir como anda a gravação da banda, em um dos vídeos registrados dentro do Projeto Incubadora.

Música: Kung Fu Johnny toca na Virada Cultural Natal no domingo (21), no Polo Ateliê

Kung Fu Johnny se apresenta no Ateliê Flávio Freitas (Foto de Diego Marcel)

Kung Fu Johnny se apresenta no Ateliê Flávio Freitas (Foto de Diego Marcel)

Depois de apresentações recentes nos festivais DoSol e Mada, que diga-se de passagem renderam comentários pra lá de positivos, a potiguar Kung Fu Johnny estará na Ribeira para tocar na Virada Cultural Natal 2014. O trio toca no domingo (21), no Ateliê Flávio Freitas.

O Kung Fu Johnny tinha passado por um hiato de meses e retomou as atividades em agosto deste ano, com o single “Say I Want”. Formada por Ian Medeiros (vocal/bateria), César Valença (guitarra) e Fausto Luiz (baixo), a banda começou a gravar seu próximo álbum em outubro. Em breve vem coisa boa por aí!

Confira a seguir “Woman” em registro recente da banda, durante o Festival DoSol 2014.

Circuito recomenda: “Lamatown” traz metáfora sobre corrupção e dinheiro

O Circuito Cultural Ribeira recomenda o espetáculo inédito “Lamatown – Quando a lama virou mar”, que será apresentado neste mês de dezembro, gratuitamente, em três locais: na Árvore de Mirassol (dias 4, 5 e 6, às 19h), no estacionamento do ginásio Nélio Dias (11, 12 e 13, às 19h) e na Praça Matriz da Cidade da Esperança (18, 19 e 20, às 20h).

"Lamatown – Quando a lama virou mar" aborda farsa e política

“Lamatown – Quando a lama virou mar” aborda farsa e política

Contemplado no Edital Natal em Cena 2014, da Prefeitura de Natal, o espetáculo é um trabalho de realização da Casa da Ribeira através da dupla de criadores Clotilde Tavares (texto) e Henrique Fontes (direção geral), que em 2013 emplacou a peça “A Estrada ou O Milagre da Fé” na primeira edição do Natal em Cena.

No novo espetáculo, a co-direção de cena e direção de movimento levam a assinatura da norte-americana Michele Minnick, diretora de teatro, performer, pesquisadora e mestre de Rasaboxes – técnica de preparação de atores que ela tem difundido no Brasil, Estados Unidos, Turquia e Canadá, entre outros países.

Além de Michele, Clotilde e Henrique, vários profissionais competentes integram o processo, como a produtora Mariana Hardi, o músico Gabriel Souto, a diretora e preparadora de atores Adelvane Neia, a preparadora vocal Heliana Pinheiro, o iluminador Ronaldo Costa, a premiada figurinista Katia Dantas, o estreante cenógrafo Daniel Torres, entre outros que formam uma equipe a serviço da obra e dos atores – selecionados democraticamente, através de audição convocada por edital público.

“A Casa da Ribeira tem esta política de democratização do recurso público em seu DNA. Acreditamos na garantia do acesso e da formação”, destaca Henrique Fontes. Inspirado na ideia central do clássico “Um Inimigo do Povo” (1882), do dramaturgo norueguês Henrik Ibsen, “Lamatown” tem um caráter farsesco, com elementos do teatro épico e do teatro do absurdo.

Lamatown é uma metáfora ampliada de uma cidade baseada em corrupção e dinheiro

Lamatown é uma metáfora ampliada de uma cidade baseada em corrupção e dinheiro

Inspirado na ideia central do clássico “Um Inimigo do Povo” (1882), do dramaturgo norueguês Henrik Ibsen, “Lamatown” tem um caráter farsesco, com elementos do teatro épico e do teatro do absurdo. O texto trata de forma cômico-trágica questões político-sociais comuns às cidades brasileiras, em especial, a Natal.

“A peça original ainda tem uma relevância surpreendente em si, sendo uma peça do século 19 – mas transcriá-la através de uma linguagem teatral contemporânea (não do realismo) e com referências ao local é algo muito interessante, especialmente por ser na rua, e não num ambiente fechado do teatro”, opina Michele Minnick.

Para Henrique Fontes, Lamatown é uma urgência. “Falar desse jeitinho brasileiro de querer sempre se dar bem sem olhar a quem, dessa corrupção dialogando diretamente com públicos os mais variados é urgente. Nossa expectativa é que esse diálogo aconteça e que alguma reflexão seja gerada”.

A autora do texto, Clotilde Tavares, descreve Lamatown como uma metáfora ampliada de uma cidade baseada na corrupção e no dinheiro. “Governo e povo, políticos e cidadãos, atropelam a ética e a honestidade, dedicando-se apenas a acumular riqueza e ter prazer. Nessa cidade, onde é preciso lavar continuamente o dinheiro e onde cada um quer levar vantagem a qualquer preço sobre o outro, o destino interfere de forma inusitada e coloca a questão fundamental: no jogo entre o poder, a política e o dinheiro, todos são culpados ou é possível algum tipo de redenção?”.

TRAMA
Lamatown é uma cidade distante à beira-mar, onde os problemas sociais foram resolvidos graças à descoberta de um recurso natural milagroso, que a todos enriquece: a lama do mangue. Esse recurso atraiu turistas do mundo inteiro pelos seus poderes curativos, eliminando a depressão, o tédio e a tristeza que tomaram conta do mundo. A história se passa em um futuro incerto quando, em Lamatown, os problemas com segurança foram resolvidos.

Todos são ricos e felizes. O dinheiro “corre a rodo” e não existem pobres. Toda a economia gira em torno do uso lucrativo da lama medicinal pelos cidadãos lamatownenses, que ganham “lamapontos” para usar a lama e dar exemplo aos turistas, que compram tudo que é feito da lama.

Esse cenário, no entanto, não passa de uma distopia. Na verdade, a lama é inócua. Seu poder curativo é uma farsa montada por dois ou três proprietários do mangue, com a conivência das autoridades, e todos enriqueceram com o negócio. O totalitarismo e a corrupção imperam em Lamatown. E existe algo ainda mais grave que é revelado pela bióloga da cidade.

FICHA TÉCNICA
Patrocínio: Funcarte/Prefeitura do Natal, através do edital Natal em Cena 2014.
Realização: Casa da Ribeira
Texto: Clotilde Tavares
Direção geral: Henrique Fontes
Co-direção e direção de movimento: Michele Minnick
Assistente de direção: Adelvane Néia
Coordenação de produção: Mariana Hardi
Assistente de produção: André Maia
Trilha sonora original: Gabriel Souto
Músicos: Olavo Luiz, Daniel Groosmann e Gabriel Souto
Preparação vocal: Heliana Pinheiro
Elenco: Águeda Ferreira – Caroline Helena Cantidio – Cid Silva França – Clarissa Rêgo – Clotilde Tavares – Doc Câmara – Maria de Jesus Rocha – Paulo Lima – Pedro Queiroga – Joao Victor Miranda
Cenário: Daniel Torres
Cenotécnico: Valdemar Nunes
Assistentes de cenotecnia: Paulo Nunes, Claudiomir Krein, Tony Jerônimo, Valdemar Marcelino e Jamerson Melo
Figurinos e adereços: Kátia Dantas Light
Designer: Ronaldo Costa
Operador de luz: Janyelson Silva
Técnico de som: João Felipe Santiago
Registro em vídeo: Pedro Fiuza (direção) e Breno Freire(Câmera)
Assessoria de imprensa: Itaércio Porpino
Gerente administrativa: Jeane Ataíde
Agradecimentos: D. Chica

Casa da Ribeira terá exposição fotográfica “Amantes”, do Duas Estúdio

Beijos foram reforçados durante o trabalho

Beijos foram reforçados durante o trabalho

O Duas Estúdio traz para a Virada Cultural Natal 2014 a exposição “Amantes”, trabalho de fotografia artística que teve a participação de diversos casais da cidade. O público poderá conferir o resultado dessa experiência fotográfica no domingo, das 9h as 21h, na Casa da Ribeira.

Trata-se de imagens produzidas em estúdio, em que cada dupla entrou no clima do amor. Os beijos foram envolvidos e reforçados ainda mais durante o experimento.

Elisa Elsie e Mariana do Vale formam o Duas que além de Estúdio Fotográfico é uma escola de fotografia, galeria de arte e espaço cultural. As meninas estão no mercado há quase dez anos e o Duas surgiu há três. A proposta delas é trabalhar com fotografia artística em todos os seguimentos do mercado.

Cia. Teatral Dueto apresenta ícones infantis da década de 80 com “Mamãe Retrô”

A Cia. Teatral Dueto convida para uma viagem rumo à década de 80 durante a Virada Cultural Natal. É o espetáculo “Mamãe Retrô”, que será apresentado às 11h do domingo (21), na Casa da Ribeira, dentro da programação da Viradinha Cultural.

Mamãe Retrô integra a programação da Viradinha Cultural

Espetáculo “Mamãe Retrô” integra a programação da Viradinha Cultural

Sucesso entre crianças e adultos, que podem conhecer ou reviver os ícones infantis da década de 80, a montagem estreou em maio de 2013 e tem roteiro e direção assinados por Victor Ferreira.

Que tal reencontrar a nave da Xuxa? Pegar carona em um opala e admirar as estrelas na Praia dos Artistas? Que tal escolher entre uma festinha americana na garagem dos amigos ou bailar ao som de Eliane e Beto Barbosa no Forró Classe A?

mamae_retro_2

Que tal brincar de Forte Apache, Aquaplay, Pogobol, Boneca Susi, Fofolete e Falcon? Chupar bala Xaxá e tomar Grapete? Assistir “Os Trapalhões” no Cine Nordeste ou viajar com o Balão Mágico?

Toda essa nostalgia estará presente na Virada Cultural Natal. Traga a criançada e venha se divertir com o espetáculo “Mamãe Retrô”.

Dirigido por Cristiano Burlan, filme “Hamlet” será exibido na Casa da Ribeira

Filme "Hamlet" é uma adaptação da tragédia e se passa em São Paulo

Filme “Hamlet” é uma adaptação da tragédia e se passa em São Paulo

Para os amantes do cinema, a Virada Cultural Natal 2014 prepara a exibição do filme “Hamlet”, livre adaptação da tragédia de William Shakespeare que tem direção do gaúcho Cristiano Burlan. A sessão acontece às 19h30 do sábado (20), na Casa da Ribeira.

O filme se passa em São Paulo e conta com as vozes dos personagens e as dos próprios atores para conduzir a ficção. Parte do que aconteceu nas coxias do teatro de Shakespeare estão desnudas, em frente à lente.

Antes ambientada dentro do castelo, nesta adaptação, a tragédia também acontece nas ruas da cidade grande e é exatamente nesse espaço público que os impulsos privados afloram e testam os limites da vingança.

A partir do assassinato de seu pai por seu tio, Hamlet é obrigado a enfrentar as contradições pessoais e do mundo a sua volta. Em uma desconstrução de si mesmo, ele mergulha na eterna questão sobre o sentido da existência.

Veja a seguir o teaser de Hamlet:

O elenco conta com Henrique Zanoni como Hamlet, o crítico de cinema Jean-Claude Bernardet, que faz o papel do fantasma do rei morto, a atriz potiguar Ana Carolina Marinho que interpreta Ofélia. A parceria com os três atores e o diretor se estenderá para o próximo filme “Fome”, que será filmado ainda esse ano.

Ficha técnica

Direção: Cristiano Burlan
Roteiro: Cristiano Burlan e Henrique Zanoni
Produção: Bela Filmes
Diretora de produção: Mariela Lamberti de Abreu
Fotografia: Rafael Nobre
Montagem: Grace Pinto e Pedro Leite
Elenco: Henrique Zanoni, Jean-Claude Bernardet, Ana Carolina Marinho,
Luiz Fernando Resende, Suia Legaspe, Paulo Bordhin, Gustavo Canovas, Eduardo Bordinhon e Rejane Arruda
Trilha Sonora: Guilherme Garbato e Gustavo Garbato
Distribuição: Bela Filmes
Gênero: Drama
Cor: Preto e branco
Duração: 90 minutos