AQUECIMENTO: CIRCUITO CULTURAL RIBEIRA – SIMONA TALMA NO DIÁRIO DE NATAL

Multifacetada Simona Talma

Com acesso gratuito, Centro Cultural Dosol será palco, domingo, para o lançamento do segundo solo da eterna “vagal”
Sérgio Vilar
sergiovilar.rn@dabr.com.br

 

A cantora e compositora Simona Talma retoma o trabalho solo após um ano de trabalho dedicado à banda Talma&Gadelha. Nada de volta às origens do jazz-blues, da música melancólica, intimista e poética, marcantes em seus primeiros trabalhos. Aliás, a pitada de blues está presente, mas de forma mais solta e menos triste. A maioria das canções do álbum Bang é dela. São canções reunidas desde 2006, no intervalo de sete anos do primeiro CD para o segundo, todas inéditas.


Disco reúne canções inéditas compostas desde 2006. Trabalho será paralelo ao projeto Talma&Gadelha. Foto: Pedro Andrade/DN/Divulgação

O álbum é mais pop? Talvez. Menos blues? Não. Mais solto do próprio eixo do blues, porém bem vívido nessa essência. Agora resta ouvir a evolução da cantora, da compositora e perceber os caminhos sentidos de lá pra cá, as partidas e retornos. São dez faixas, sendo oito de produção assinada por Anderson Foca e duas por Henrique Geladeira, passeando pelo Rock, Rocksteady, Blues, Rockabilly, Jazz e Rhythm and Blues, por temas como o amor incondicional, universal e a causa negra.

Aos fãs da Talma&Gadelha, nada depreocupação. O trabalho de divulgação do novo álbum será concomitante aos shows e compromissos da banda. “Não faço ideia de até quando irei divulgar o Bang. Depende do público e do que eu conseguir fechar de show. Sei que não vou parar o T&G pra fazer o solo. Faço tudo junto. E já estamos trabalhando no segundo disco da banda”, adianta Simona, ainda sem a definição da música de trabalho do álbum solo.

O Show de lançamento do álbum Bang acontecerá neste domingo, dentro da programação do Circuito Cultural Ribeira. O palco será o Centro Cultural DoSol, a partir das 21h30. Entrada gratuita. E não poderia ser outro local. Anderson Foca foi o responsável pela produção do álbum solo e também pelo lançamento do CD Matando o Amor, da banda Talma&Gadelha – projeto que Simona ressalta voltar em breve com novo disco. O CD está disponível para download no site do DoSol: www.dosol.com.br.

Talma & Gadelha

Simona e Luiz Gadelha parecem ter se encontrado, se completado após carreira solo de sucesso no plano local. Recolheram composições antigas sem identificação em seus trabalhos solos e um desejo em comum: fazer rock, com a simplicidade que ele traz, com a atitude, mas falando de amor, como sempre. Reuniram um time roqueiro e, a convite do produtor Anderson Foca, através do Projeto Incubadora, e com produção do próprio Anderson, “mataram o amor” no álbum de estreia.

Foram viagens, clipes, prêmios, boas indicações em listas do Nordeste, projetos importantes como: Pratas da Casa do Sesc Pompéia(SP), TV Trama Virtual, Feira da Música de Fortaleza, Festival Bananada (GO), Rock Cordel do BNB Cultural (CE) e (PB), Prêmio Hangar, Prêmio Cultura Potiguar, entre muitas outras conquistas.

Carreira de 12 anos e três discos


 

Simona Talma já conta 12 anos de carreira e três discos lançados: A moça mais vagal que há (Solo – 2005), Pra que serve a música? (Projeto Retrovisor – 2007) e Matando o amor (Talma&Gadelha – 2011). Nos três últimos meses esteve dedicada ao caminho trilhado há pouco mais de um ano, quando cantava e se apresentava sozinha. Mais uma iniciativa do Projeto Incubadora do Combo DoSol. Um segundo disco totalmente diferente das origens da cantora.Embora as composições surjam dessa solidão, são inúmeros os colaboradores e parceiros que se jogaram na empreitada, a começar pelos compositores: Khrystal, Luiz Gadelha, Fernando Suassuna (Mad Dogs) e Clara Pinheiro (Clara e a Noite e Orquestra Boca Seca). Tocando e colaborando com os arranjos: Willames Costa (Baixo acústico, pianos e acordeom), Toni Gregório (Guitarras, violões e bandolim), Daniel Garça (Bateria), Micael Martins (Gaitas), Henrique Geladeira (guitarras, baixo), além da participação especial de Clara Pinheiro (vocais) e Michelle Régis (vocais).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *